<$BlogRSDUrl$>

domingo, março 05, 2006




“Make me a willow cabin at your gate,
And call upon my soul within the house;

Write loyal cantons of contemned love,
And sing them loud even in the dead of night;

Halloo your name to the reverberate hills,
And make the babbling gossip of the air”


William Shakespeare

Seen lost and delirious? ... much better than the crappy "oh-I'm-so-gay-at-the-mountain-after-a-great-friendship-built-in-2-weeks!!!"



terça-feira, fevereiro 28, 2006

Karu... it's your fault!
Fui recrutada...

Meus hábitos:

Pegar na guitarra e começar a improvisar com músicas e letras que nascem e morrem no mesmo momento.

Fechar as portas com os pés… tenho medo dos choques da electricidade estática…

Imaginar conversas e depois ficar mais contente por ter dito “isto e aquilo” que queria ter dito mas afinal nunca disse…

Fazer coisas especiais para as pessoas que me são especiais e estar sempre a magicar maneiras de as fazer… hábito, vício até…

Cantar no duche – os vizinhos não devem gostar nada de mim mas todos os dias o dia começa com um belo concerto a solo…

Cada blogger nomeado tem de enumerar cinco manias suas, hábitos pessoais que os diferenciem do comum dos mortais. E além de tornar público o conhecimento dessas particularidades, terão de nomear cinco outros bloggers para participarem igualmente no jogo, não se esquecendo de deixar nos respectivos blogs, aviso do "recrutamento". Além disso cada participante deve reproduzir este "regulamento" no seu blog.



sexta-feira, janeiro 13, 2006

Bad day...

"...pois tás a precisar k alguém te vah buscar , te dê um abraço e uns beijinhos, te leve ao cinema e depois te meta na camita, puxe os cobertores e te diga "the sun will come out tomorrow" ... "

Are you perfect or what?
Thank GOD ur here, in my life... I love you!

domingo, janeiro 08, 2006

O propósito do Lumus!

Porque será que as pessoas escrevem tantos blogs?

Surgem do nada, do coisa nenhuma e, de repente, são o reflexo do pensamento, o depósito de todos os sonhos, a caixinha mágica das ilusões, o livro completo das historias infindáveis que escrevemos sobre nós ou sobre o que nos agrada ou desagrada.

O blog é, no fundo, o mundo de quem o escreve.

Iniciei este blog pouco depois de um grande desgosto. E não pensem que foi amoroso… Também tem a ver com amor, mas um amor diferente, daquele puro e transcendente a que nos entregamos quando vivemos uma grande amizade… uma grande entrega!
Penso que foi por falta dessa amizade que este blog foi tomando vida. No inicio com posts tímidos sobre a sociedade, a minha visão da mesma… e depois foi-se enquadrando muito mais no tal “meu mundo” que espelhava quase tudo o que me acontecia, sonhos, medos, amores, tudo o que contamos aos nossos melhores amigos…
Depois fui, a pouco e pouco, cicatrizando esta ferida aberta… por segunda intenção (já cá faltava a piadinha médica). Isto querendo dizer que nada fiz para que cicatrizasse. Foi fechando aos poucos, sem pressas, sem substituições de tecido ou aproximar de margens distantes. Mas foi melhor assim…
Hoje, quase nem merece a pena falar disso, desperta-me muito pouco sentimento.
Foi assim que começou e não estou a escrever pela última vez nem nada que se pareça!
Apenas a vida tomou outro rumo, além de não estar em época de exames (que, não sei porquê é sempre uma altura de reflexão e postagem a “mil” nos blogs), e já não sonho com castelos e príncipes encantados (porque me apareceu um e agora vivo mesmo essa história), já não escrevo sobre desentendimentos com as minhas amizades fortes (porque agora sei o que é realmente importante e que o amor move mesmo montanhas) e também não escrevo sobre politiquices e coisecas do género (porque eu não posso mudar o mundo… e é pena, mas verdade e a opinar sobre estas coisas só se arranjam inimizades).

Se não escrevo sobre os meus estados de espírito, pouco sobra para escrever num blog que se destina a isso mesmo. E camuflá-lo com letras de múscas ou imagens tira muito da sua essência e do seu propósito inicial… ser o meu melhor amigo, ou melhor amiga… que eu um dia descobri que afinal… também era imaginária e LUMUS! - fez-se luz!



segunda-feira, novembro 21, 2005


terça-feira, novembro 01, 2005


Ás vezes a felicidade tem um nome. Não vou entrar em grandes definições de felicidade nem sinónimos e afins pois este é um conceito vago, subjectivo e passageiro. Temos surtos de felicidade, nada mais. O que é certo é que tu tens feito com que esses surtos sejam recorrentes na minha vida. Tornas os meus dias melhores, ajudas-me a ultrapassar barreiras que se calhar pensava que nunca iria superar. Isso, entre outras inúmeras coisas faz de ti alguém perfeito para mim.

Quem mais gostaria de ir à Disneyland comigo? Perder uma tarde a comprar gomas e a falar de tudo e de nada de especial? De ir ao cinema ver aquelas comédias românticas e aventuras previsíveis? De fazer cada dia um pouco mais especial? De elogiar cada vez que me vê? De planear fazer a árvore de Natal e os mil filhos que vão andar à volta dela? De ver roupinhas pequeninas? De deixar que os nossos projectos se realizem e concretizem sem perder a confiança de que se não os tivéssemos que fazer, estaríamos juntos indefinidamente? De nunca perder os amigos que temos, sendo sempre uma parte muito importante da nossa vida? Quem mais gostaria de viver isto tudo comigo?

Não me interessa quem mais gostaria, pois quanto a estas coisas todas juntas, só gosto de as viver contigo!


sexta-feira, outubro 28, 2005

FINALMENTE!
'TÁ FEITO!
Obrigada a todos os amigos que me ajudaram a estudar, que me deram força para ir sempre tentando, que acompanharam todos os passos "Já passaste às gincanas, 'tá feito, Susy!", que ligaram antes "Força nisso, vais ver que corre bem", que ligaram depois "PARABÉÉÉÉNS", que fizeram perguntas "Vá diga-me lá quais são os pontos fracos do esófago", que ajudaram a decorar ramos colaterais (l0l) "Vá Susy, eu faço os gestos... palmar do carpo...", que desejaram boa sorte: "Vais dominar como sempre!" e que deram uma bofetada: "claro que vais à época especial, não vais perder a oportunidade de limpar isso". E aos que rezaram... "Reza por mim", "É o que estou a fazer..."
Com amigos assim, sei que vou conseguir fazer sempre tudo! E não tenho vergonha nenhuma de pedir ajuda! Acabou por me saber tudo muiiiiiito melhor por saber que não estava sozinha!
OBRIGADA!



segunda-feira, setembro 19, 2005


The sun’ll come out, tomorrow,
Bet your bottom dollar, that tomorrow,
There’ll be sun,

Just thinkin’ about, tomorrow,
Clears away the cobwebs and the sorrow, till’ there’s none,

When I’m stuck with a day, that’s grey and lonely,
I just stick out my chin, and grin, and say,

Oh, the sun’ll come out tomorrow,
So you gotta’ hang on till’ tomorrow,
Come what may.

Tomorrow tomorrow, I love you tomorrow,
Your’e only a day away,

The sun’ll come out, tomorrow,
Bet your bottom dollar, that tomorrow,
There’ll be sun,

Just thinkin’ about, tomorrow,
Clears away the cobwebs and the sorrow, till’ there’s none,

When I’m stuck with a day, that’s grey and lonely,
I just stick out my chin, and grin, and say,

Oh, the sun’ll come out tomorrow,
So you gotta’ hang on till’ tomorrow,
Come what may.

Tomorrow tomorrow, I love you tomorrow,
Your’e always a day away,

Tomorrow tomorrow, I love you tomorrow,
Your’e only a day away,

The sun’ll come out, tomorrow,
Bet your bottom dollar, that tomorrow,
There’ll be sun,

Just thinkin’ about, tomorrow,
Clears away the cobwebs and the sorrow, till’ there’s none,

When I’m stuck with a day, that’s grey and lonely,
I just stick out my chin, and grin, and say,

Oh, the sun’ll come out tomorrow,
So you gotta’ hang on till’ tomorrow,
Come what may.

Tomorrow tomorrow, I love you tomorrow,
Your’e always a day away,

Tomorrow tomorrow, I love you tomorrow,
Your’e only a day away, (x10)
by Grace Jones

hope it does... :)


domingo, setembro 18, 2005


I miss your touch, I miss your kiss, I miss your strong arms around me, I miss your smile, I miss the way you throw your hair back, I miss your way of saying hello, I miss the way I never want to say goodbye. I miss your fragrance, I miss your scent, I miss you gentle way, I miss your body next to mine. I miss your love, I miss your hug, I miss your hand in mine, I miss your eyes, your tender eyes, I miss the way they make me shy, I miss my fingers through your hair, I miss the way you stare, I miss our messages in the mirror, I miss our goodnight kisses. I miss our holidays in the sun, and even waiting for you to slide down at the slide and splash ;)… I miss you most of all… I miss you…

Sonner... we'll be SO together ;)

sábado, setembro 10, 2005

Accidentally In Love

by Counting Crows


So she said what's the problem baby
What's the problem I don't know
Well maybe I'm in love (love)
Think about it every time
I think about it
Can't stop thinking 'bout it

How much longer will it take to cure this
Just to cure it cause I can't ignore it if it's love (love)
Makes me wanna turn around and face me but I don't know nothing 'bout love,oh

Come on, come on
Turn a little faster
Come on, come on
The world will follow after
Come on, come on
Because everybody's after love

So I said I'm a snowball running
Running down into the spring that's coming
All this love melting under blue skies
Belting out sunlight
Shimmering love

Well baby I surrender
To the strawberry ice cream
Never ever end of all this love
Well I didn't mean to do it
But there's no escaping your love

These lines of lightning
Mean we're never alone,
Never alone, no, no

Come on, Come on
Move a little closer
Come on, Come on
I want to hear you whisper
Come on, Come on
Settle down inside my love

Come on, come on
Jump a little higher
Come on, come on
If you feel a little lighter
Come on, come on
We were once
Upon a time in love

We're accidentally in love
Accidentally in love
Accidentally in love
Accidentally in love
Accidentally in love
Accidentally in love
Accidentally in love
Accidentally in love

Accidentally

I'm In Love, I'm in Love,
I'm in Love, I'm in Love,
I'm in Love, I'm in Love,
Accidentally

I'm In Love, I'm in Love,
I'm in Love, I'm in Love,
I'm in Love, I'm in Love,
Accidentally

Come on, come on
Spin a little tighter
Come on, come on
And the world's a little brighter
Come on, come on
Just get yourself inside her

Love... I'm in love




quarta-feira, setembro 07, 2005


Adams:
I finally found someone
That knocks me off my feet
I finally found the one
That makes me feel complete

Streisand:
It started over coffee
We started out as friends
It's funny how from simple things
The best things begin

Adams:
This time it's different
And it's all because of you
It's better than it's ever been


Both:
'Cause we can talk it through

Streisand:
My favorite line was
"Can I call you sometime?"
It's all you had to say

Both:
To take my breath away
This is it, oh I finally found someone
Someone to share my life
I finally found the one
To be with every night

Streisand:
'Cause whatever I do

Adams:
It's just got to be you

Both:
My life has just begun
I finally found someone

Adams:
Did I keep you waiting?

Streisand:
I didn't mind

Adams:
I apologize

Streisand:
Baby that's fine

Adams:
I would wait forever just to

Both:
Know you were mine

Adams:
You know, I love your hair

Streisand:
Are you sure it looks right?

Adams:
I love what you wear

Streisand:
Isn't it too tight?

Adams:
You're exceptional

Both:
Can't wait for the rest of my life
This is it, oh I finally found someone
Someone to share my life
I finally found the one
To be with every night

Streisand:
'Cause whatever I do

Adams:
It's just got to be you
Oh yeah...

Both:
My life has just begun
I finally found someone

Streisand:
And whatever I do

Adams:
It's just got to be you

Both:
Oh, my life has just begun
I finally found someone


Barbra Streisand & Brian Adams

;)


segunda-feira, setembro 05, 2005


Tenho livros e papéis espalhados pelo chão.
A poeira duma vida deve ter algum sentido:
Uma pista, um sinal de qualquer recordação,
Uma frase onde te encontre e me deixe comovido.

Guardo na palma da mão o calor dos objectos
Com as datas e locais, por que brincas, por que ris
E depois o arrepio, a memória dos afectos
Mmmmmm Que me deixa mais feliz.

Deixa-te ficar na minha casa.
Há janelas que tu não abriste.
O luar espera por ti
Quando for a maré vasa.
E ainda tens que me dizer
Porque é que nunca partiste...

Está na mesma esse jardim com vista sobre a cidade
Onde fazia de conta que escapava do presente,
Qualquer coisa que ficou que é da nossa eternidade.
Mmmmmmm Afinal, eternamente.

Deixa-te ficar na minha casa.
Há janelas que tu não abriste.
Deixa-te ficar na minha casa.
Há janelas que tu não abriste.
O luar espera por ti
Quando for a maré vasa.
E ainda tens que me dizer
Porque é que nunca partiste...



Filarmónica Gil

sexta-feira, setembro 02, 2005

Que saudades!!!

Estou desejosa que comece o novo ano TFMUC!
Ontem eu e a Ritinha estivemos a ter mil ideias, todas aos trambolhões e a tentar escrevê-las num papel. Assim que começar o ano já as vamos pôr em prática!
Quem conhecer caloiras da FMUC faxavor de lhes comunicar que existe uma TUNA FEMININA na faculdade!!! E mesmo quem não for caloira será muito bem-vinda a integrar o nosso grupo!
Acreditem, foi o melhor que a vida Académica me trouxe! Não se vão arrepender!
Ainda vamos ter que esperar mas a primeira actuação será já no dia 6 de Outubro na faculdade para todos os caloiros prontinhos para serem praxados!
Por isso se és futura caloira da FMUC e estás a ler isto nem sabes o que te espera no primeiro dia de aulas! Aparece pois vão começar os melhores anos da tua vida (que infelizmente para mim já estão a acabar...). E no primeiro ensaio aposto que vou gritar mais alto que nunca "FORÇA TUNA" no nosso hino e mandar o F-R-A mais pujante que alguma vez consegui!
Que saudades das minhas miúdas!!!

segunda-feira, agosto 29, 2005

Happy Birthday to me :)
E os amigos sempre a fazerem os meus dias melhores, super, hiper, mega, felizes :)


sábado, agosto 27, 2005

Birthday present in advanced!
Pois é, o meu pai ofereceu-me uma máquina fotográfica fantástica.
Tiramos esta foto a testar a qualidade das fotos em sítios escuros (no light at all)... para eu saber como vão ficar as fotos da tuna (que normalmente tiramos de noite e ... trajadas) porque preto com preto faz com que a maior parte das fotos não fiquem como queríamos. E é um autêntico pecado deixar passar aqueles momentos únicos sem registo algum...
Assim já tenho uma máquina liiiinnndaaa! Não estava à espera que fosse tão boa! Assim, quando for à Eurodisney já vou tirar fotos com o Mickey, Pequena Sereia, Aladino, Rei Leão e por aí fora! eheheh



terça-feira, agosto 23, 2005

Fogueiras de um santo qualquer…

Nunca se deve deixar crianças sozinhas a brincar com os fósforos… e quanto aos adultos? Talvez neste caso as consequências sejam bem piores…
O problema é que quando as pessoas crescem sem educação são autênticas crianças grandes, ou pior, são adultos selvagens, sem qualquer respeito pelas regras da sociedade. Para os fãs da liberdade, ou da actual libertinagem, aqui têm… boas gerações, umas atrás das outras, de gente mal educada, mal formada, não-te-rales-que-eu-também-não e por aí fora… E cada vez vai sendo pior porque a geração antecessora educa (ou não) a geração seguinte e assim sucessivamente.
Sou só eu que vejo que precisamos de punir severamente os culpados pelo país que arde, aparentemente, sem se ver? Sim, porque o nosso actual primeiro-ministro foi, todo contente, de férias para o Quénia e ali permaneceu enquanto o seu país eclodia uma chama capaz de se ver da lua, quiçá do Quénia…
Se a “minha clínica” estivesse a arder, o local onde eu estudo, eu vinha quer da Figueira da Foz, Algarve ou China para ajudar a combater as chamas… e ninguém me paga para trabalhar na clínica. Mas pelos vistos, o Sr. Ministro, ignora o seu local de trabalho, bem como as pessoas que lhe pagam o ordenado e as férias no Quénia. E quando chega de férias irrompe com brilhantes declarações “A exploração em torno das minhas férias tem sido demagógica, injusta e mesquinha. São ataques injustificados”. Bom, se o Sr. Primeiro Ministro acha desmerecido, inadequado, hipocrisia e mediocridade a especulação dos seus eleitores em relação à sua ausência do país quando este mais precisa dele… (sim, porque ele só é o Primeiro Ministro luso) acudam, ó da guarda, ó meu Deus e ó demais chamarizes divinos, pobre e injustiçado ministro.
Vá, vamos mas é abrir os olhinhos porque já é tempo. Ou ainda não se perguntaram porque é que, se o fogo é um problema recorrente, ainda não temos meios para o combater? E se isto afecta tanta gente e já se fala em atirar os responsáveis pelo fogo para o meio das labaredas, qual inquisição, porque é que ainda não se mudou a pena judicial para estes infractores?

Por que há interesses, aqui e além e decerto que certas pessoas não querem que eu continue a escrever…


domingo, julho 31, 2005


Envolvi-me em ti
Nessas vidas quentes
Entre os linhos salvos e sãos

Já que estou aqui
Traz-me também as sobras
Desses maus augúrios vãos

E suporta-me os desejos
Nem que os deixes de sentir

Encontrarei o motivo
Pra te ter aqui
Pra te ter aqui

Sucumbi por Deus
Nesse leito baptizado
E fazia-o outra vez


Só para ter-te a meu lado
E sentir-te perto
Fazer o que jamais alguém me fez

E permite que te acolha
Nesses braços frios sem ti
Trocava os sonhos por nada
Pra te ter aqui

Pra te ter aqui

Pra te ter aqui

Pra te ter aqui…


Vozes da Rádio (com Sara Tavares)



segunda-feira, julho 25, 2005


Parabéns meu anjinho!

Mesmo viciada na minha XBOX arranjo tempo para escrever para ti, como é óbvio!
Todo o tempo do mundo…sempre.
E que hei-de dizer-te que já não te tenha dito? Que te adoro? Velho, velho… Que és uma das minhas melhores amigas? Mais velho ainda… Parabéns? Seria conveniente mas está mais do que batido.
Mas como não me ocorre mais nada vou mesmo dizer o que já está mais que sabido!

Que te adoro, daqui até ao sítio mais longe que conseguires imaginar, que te tenho num pedestal dos mais altos no meu coração. Que permaneces lá intacta, com uma redoma a proteger-te. Que sempre que te vejo, me enterneço na meiguice dos teus olhos, no doce das tuas palavras e no aperto dos teus braços sempre prontos para mim.
Que qualquer estrela do céu me parece bonita se lhe chamar Diana… e isto soa foleiro mas não me importo, porque ao pé de ti não tenho medo de ser quem sou, muito pelo contrário quero ser sempre do mais genuína possível.
Que te tenho um amor imenso, que vou estar sempre aqui para ti, com esta grande amizade que nos une, tão intensa como de tão rápida que surgiu…

E aqui te dou os Parabéns, pela milésima vez e pela milésima forma, porque nunca é demais fazer deste dia quão importante realmente é…


quarta-feira, julho 20, 2005
















Ou esta... é menos bonita mas melhor... tem menos jogos mas tem muito mais opções...
Acho que vou para esta... acho que sim :)
Opiniões?

terça-feira, julho 19, 2005




I can almost feel it...


... holidays...


...coming!

segunda-feira, julho 18, 2005

ALGUÉM CHIPA PS2?

QUERO CHIPAR 2 PS2 SLIM V12 COM MATRIX INFINITY
ZONA DE COIMBRA

SE CONHECEREM ALGUÉM E-MAIL ME PLEASE :)
LUMUS@PORTUGALMAIL.PT




domingo, julho 17, 2005







Eu e o Nuno estamos in love...




... with our future PLAYSTATIONS!!!

sábado, julho 16, 2005


"Deve-se partir do principio de que, se se é um anão inteligente, é melhor subir aos ombros de um gigante qualquer, mesmo se fôr de altura modesta, ou mesmo de outro anão. Temos sempre tempo depois para ver mais longe..."

Umberto Eco citado pelo Sr. Professor Dr. António Maló de Abreu na minha sebenta de Prótese Parcial Removível



segunda-feira, julho 11, 2005


Science! :) Larger than live!
Meaning the world right know!
Feeling like a little Dexter exploring my laboratory!



domingo, julho 10, 2005


The book of love is long and boring
No one can lift the damn thing
It's full of charts and facts and figures and instructions for dancing

But I
I love it when you read to me
And you
You can read me anything

The book of love has music in it
In fact that's where music comes from
Some of it is just transcendental
Some of it is just really dumb

But I
I love it when you sing to me
And you
You can sing me anything

The book of love is long and boring
And written very long ago
It's full of flowers and heart-shaped boxes
And things we're all too young to know

But I
I love it when you give me things
And you
You ought to give me wedding rings

And I
I love it when you give me things
And you
You ought to give me wedding rings

And I
I love it when you give me things
And you
You ought to give me wedding rings
You ought to give me wedding rings

The book of love - Peter Gabriel



This page is powered by Blogger. Isn't yours?